Veja mais em nosso Blog

Renda Variável x Renda Fixa: quais são as diferenças? [2022]

Uma carteira de investimentos balanceada possui produtos de renda fixa e variável. Veja mais sobre cada classe de ativos e tome melhores decisões de investimento.

Logo Soma$

COMPARTILHE:

Renda Variável x Renda Fixa: quais são as diferenças? [2022]Renda Variável x Renda Fixa: quais são as diferenças? [2022]

Você quer investir e não sabe qual tipo de aplicação escolher? Leia este texto para entender mais sobre o assunto.


O que é renda fixa?


É um tipo de investimento em que a pessoa sabe, antes de fazer as aplicações, como a rentabilidade vai ser calculada.

A previsibilidade do retorno confere ao investidor mais segurança e, por isso, é indicada para iniciantes ou para quem não deseja arriscar seu dinheiro.

Entre na nossa sala de investimentos para saber mais sobre finanças pessoais.


O que é renda variável?


Contrária a anterior, nesse caso o investidor não tem certeza da rentabilidade, dado que a remuneração fica sujeita às oscilações do mercado.

Se por um lado há a desvantagem da maior exposição ao risco; por outro, existe a possibilidade de um retorno maior.


Exemplos de renda fixa



Tesouro Direto

Trata-se de títulos emitidos pelo governo com finalidade de captar recursos para a União, ou seja, os investidores emprestam dinheiro para o Estado.

O valor é devolvido acrescido de juros, sendo que a rentabilidade aparece a partir de uma taxa prefixada, pós-fixada ou híbrida.

Descubra quanto rende R$1 milhão no Tesouro Direto a partir do artigo criado pela Somas.


CDB

A sigla significa Crédito de Depósito Bancário e se refere ao título de renda fixa emitido por instituições financeiras.

Basicamente, a pessoa empresta dinheiro para o banco e depois recebe a quantia somada a uma taxa de juros.

Vale pontuar que o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) dá garantia de até R$250 mil para pessoa física ou jurídica.

Não deixe de ler “Como ganhar dinheiro com CDBs?”.


Poupança

É um tipo de investimento que pode ser usado como conta bancária por ser regulado pelo Banco Central. Apesar da pouca rentabilidade, é utilizada tradicionalmente no Brasil, principalmente por falta de conhecimento sobre outros ativos seguros.

Além da previsibilidade de retorno, é protegida pelo FGC, o que afasta riscos maiores. Outro ponto interessante é que não há cobrança de Imposto de Renda (IR).

Se a Selic estiver acima de 8,5% ao ano, o rendimento é de 0,5% mais a Taxa Referencial (TR). Caso a Selic esteja menor ou igual a 8,5% ao ano, a pessoa recebe 70% da Selic mais a TR.

Confira quanto rende R$100 mil na poupança antes de deixar seu dinheiro nela.


Aplicações atreladas ao CDI

O CDI (Certificado de Depósito Interbancário) é um título emitido por instituições financeiras para as operações de crédito realizadas entre bancos a um custo, a taxa DI.

É comum encontrar produtos financeiros com rentabilidade associada a ele e, em muitos casos, é uma oportunidade interessante para quem quer ganhar dinheiro sem enfrentar grandes riscos.

A Somas fez um texto em que apresenta quanto rende 100% do CDI.


Exemplos de renda variável



Ações

Também conhecidas como "papéis", são as partes do capital social de uma empresa e, em alguns casos, são negociadas na Bolsa de Valores.

As pessoas que possuem as ações são chamadas de acionistas e geralmente fazem a aquisição desse tipo de produto financeiro para vender com o preço valorizado.

As companhias abrem o capital para captar recursos financeiros e, dessa forma, expandir suas atividades. A visibilidade e o ganho de valor de mercado são outros interesses das organizações.

Os investidores conseguem lucrar não só com estratégias de longo prazo, mas também com o day trade, swing trade, dividendos e outras táticas. No entanto, quando a busca é pelo ganho de dinheiro no longo prazo, o risco é menor do que em operações que priorizem a venda rápida.

Se você começou a fazer aplicações financeiras agora, precisa conferir o artigo “Como investir em ações?”.


Fundos de ações

É uma modalidade de investimentos coletiva que direciona o patrimônio para a compra de papéis. A administração é feita por uma equipe especializada e as escolhas dos ativos comprados cabe a especialistas.

Use o simulador de imposto para fundos de investimentos para verificar um dos seus custos com esse tipo de operação.


Fundos imobiliários (FIIs)

É o fundo que capta recursos financeiros dos cotistas para aplicar no setor de imóveis.

Os FII possuem uma boa diversificação em seu portfólio, com exceção daqueles que são monoativos ou monoinquilinos. Mas você não deve concentrar tudo o que possui em um deles, afinal a gestora pode ter dificuldades, a vacância pode aumentar ou outros problemas podem acontecer.


Criptomoedas

Trata-se de moedas digitais descentralizadas, ou seja, que não são emitidas por governos.

Alguns exemplos são: Bitcoin, Bitcoin Cash, Ethereum, Tether, Ripple e Litecoin.

Veja “O que são criptomoedas?” se quiser se aprofundar no assunto.

Monte seu plano para aposentadoria.

Encontre um assessor de investimentos da XP para ajudar com suas finanças através da Somas.

Suas informações estão seguras com a Somas.


Como escolher os ativos de renda variável?



Análise técnica

A pessoa observa a evolução dos preços na Bolsa de Valores a partir de gráficos, sendo utilizado em operações de curto e médio prazo.


Análise fundamentalista

O indivíduo verifica aspectos que indicam o desempenho da empresa a longo prazo, como modelo de negócio, projetos, valores, diferenciais, perspectiva de crescimento e outros pontos.

Anteriormente, leva em conta o top down, porque os fatores macroeconômicos devem ser considerados.


Riscos


A renda fixa oferece mais segurança ao investidor por já ter uma rentabilidade estimada, mas existe o risco de crédito.

No caso da renda variável, também existe o risco do mercado, dado que a volatilidade dos preços, motivada pela oferta e demanda, tem um impacto direto na valorização ou não de um produto financeiro.

É importante que o investidor analise o quanto quer e pode se expor aos riscos sem comprometer todo o seu patrimônio.

Caso você já possua uma reserva de emergência e não seja iniciante, a renda variável pode ser uma boa opção. Se você preferir a segurança, mesmo que para isso receba menos retorno, a renda fixa é a escolha certa a se fazer.

Algumas pessoas podem não saber em qual grupo se encaixam e um bom começo para resolver essa questão é descobrir seu perfil de investidor.

Cadastre-se na assessoria de investimentos da Somas e receba ajuda na hora de fazer aplicações financeiras.


Conclusão


A renda variável é um tipo de investimento em que a pessoa não sabe exatamente qual será o retorno da operação. Na renda fixa, por outro lado, o investidor tem conhecimento de como a rentabilidade vai ser calculada.

Alguns exemplos de renda fixa são: tesouro direto, CDB, poupança e aplicações atreladas ao CDI. Alguns tipos de renda variável são: ações, fundos de ações, fundos imobiliários e criptomoedas.

Vale pontuar que a renda fixa oferece mais segurança ao investidor, apesar do risco de crédito, mas há menos oportunidades de grandes retornos. Enquanto isso, a variável é mais arriscada e tem mais possibilidades da rentabilidade ser em maiores proporções.

Caso você se interesse pela compra de papéis, deve fazer uma análise técnica ou fundamentalista, a depender dos seus interesses e estratégias.

Continue acompanhando a Somas e não deixe de ler ”Valuation: o que é e como usar essa técnica para avaliar empresas?”.

Suas informações estão seguras com a Somas.


Veja mais sobre investimentos:

Diariamente novos artigos especialmente produzidos por nossa equipe para que você possa tomar decisões financeiras mais inteligentes

14 de novembro, 2022
Blindagem Patrimonial: o que é e como fazer? (2022)

Blindagem patrimonial é um procedimento para a proteção do patrimônio de pessoas físicas a partir do poder jurídico.

14 de novembro, 2022
Renda Passiva: o que é e como conseguir? (2022)

A renda passiva é o valor adquirido por meio de investimentos em produtos financeiros. Veja como obter e complementar sua renda.

14 de novembro, 2022
WACC: o que é, para que serve e como realizar esse cálculo? (2022)

O custo médio ponderado de capital é um instrumento importante para detentores de títulos de empresa. Veja mais sobre o assunto.

14 de novembro, 2022
Fundo Fiduciário: o que é e como funciona? (2022)

Fundo fiduciário é um contrato feito para a transferêcia de patrimônio de famílias ou empresas. Veja mais sobre o assunto nesse artigo.

14 de novembro, 2022
Deflação: o que é e como ela impacta os seus investimentos? (2022)

Deflação é o oposto de inflação. Saiba as vantagens e desvantagens de investir no cenário de queda de preços.

14 de novembro, 2022
Fundo Previdenciário: o que é e vale a pena? (2022)

Fundo previdenciário é um plano de previdência privada administrado por empresas do setor financeiro. Veja mais sobre o assunto.

10 de novembro, 2022
Índice futuro: o que é e qual sua importância? (2022)

O índice futuro é um contrato de derivativo operado por especuladores no mercado futuro.

10 de novembro, 2022
Joint Venture: o que é e como funciona? (2022)

Joint Venture é o acordo legal firmado entre duas empresas para conquistar um objetivo específico.

10 de novembro, 2022
Modelagem Financeira: entenda o que é e sua importância (2022)

A modelagem financeira é um sistema que projeta a capacidade de uma empresa de gerar caixa no futuro.

10 de novembro, 2022
Balanço Patrimonial: o que é e como analisar uma empresa através? (2022)

Balanço patrimonial é uma demonstração financeira que apresenta a saúde financeira de uma companhia.

10 de novembro, 2022
Payroll: o que é qual sua importância no mercado? (2022)

Payroll é o principal indicador de empregos da economia dos Estados Unidos. Veja mais sobre e os impactos no mercado.

10 de novembro, 2022
Trade Off: o que é? (2022)

Trade off é escolher algo em detrimento de outra opção. Veja exemplos práticos e entenda mais sobre.

10 de novembro, 2022
Valor Patrimonial: o que é? (2022)

O valor patrimonial é um indicador resultante da divisão do patrimônio líquido da empresa pelo número de ações.

10 de novembro, 2022
Value Investing: o que é e como utilizar? (2022)

O value investing é uma forma de avaliar ações listadas na Bolsa de Valores. Veja mais sobre como utlizar essas técnicas.

10 de novembro, 2022
Wealth Management: o que é e como funciona? (2022)

Wealth Management é uma gestão de patrimônio com diferentes serviços relacionados a finanças para pessoas com elevado poder aquisitivo.

Acesse nosso Blog

Acesse nosso conteúdo e saiba mais sobre finanças pessoais, economia e assuntos diversos.

Toda semana artigos novos especialmente produzidos por nossa equipe para que você possa tomar decisões financeiras mais inteligentes

Acesse nossos simuladores e conteúdos para melhorar o seu planejamento financeiro

Nosso próposito é ajudar nossos usuários a tomarem decisões financeiras mais inteligentes.