Veja mais em nosso Blog

Fundos Imobiliários de Tijolo: o que são? [2022]

Já conhece os fundos imobiliários de tijolo? Veja suas principais características, como investir e selecionar as melhores opções do mercado.

Logo Soma$

COMPARTILHE:

Fundos Imobiliários de Tijolo: o que são? [2022]Fundos Imobiliários de Tijolo: o que são? [2022]

O produto financeiro dá acesso a uma carteira diversificada, enquanto investe em propriedades.


O que são?


O fundo imobiliário (FII) de tijolo é uma modalidade de investimento coletiva que direciona seu patrimônio para imóveis físicos. O nome dele faz alusão, justamente, à priorização de aplicações em propriedades.

Basicamente, um grupo de pessoas aloca seus recursos financeiros no FII e especialistas fazem a gestão, focando as aplicações em compra de imóveis, mas também atuando no setor de vendas e aluguéis.

Cadastre-se na assessoria de investimentos gratuita da Somas e receba ajuda na hora de investir.


Vantagens



Oscilações

O preço dos fundos de tijolos apresenta menos volatilidade se comparado com ações, BDRs etc.


Dividendos

Pelo menos 95% do lucro líquido é distribuído entre os investidores, o que possibilita uma renda extra.


Acessibilidade

Os cotistas têm acesso a grandes empreendimentos mesmo com aportes pequenos. Caso optassem por comprar os imóveis, a cartela de variedades sumiria e seria necessário um grande volume de dinheiro.


Facilidade

Não é um produto financeiro complexo que demanda grande esforço nas análises e na própria escolha. Na verdade, é possível acompanhar o ativo e identificar a melhor opção com certa facilidade.


Diversificação

Os FIIs de tijolos costumam ser compostos por diferentes propriedades, o que garante variedade para quem aplica seus recursos nele.


Valorização dos imóveis

A valorização dos imóveis, seja pela localização ou pela boa administração, pode resultar em mais ganhos para o cotista. Além disso, os reajustes anuais cobrados aos inquilinos configura mais dinheiro para o investidor.

Suas informações estão seguras com a Somas.


FIIs de tijolo x papel: qual é o melhor?


Enquanto o de tijolo direciona o patrimônio para imóveis físicos, os de papel investem no setor imobiliário, como em CRIs, LCIs, Letras Hipotecárias e cotas de outros FIIs.

Nos dois casos, há uma distribuição de pelo menos 95% do lucro líquido entre investidores.

A eficiência dos tipos de fundos vai depender do FII investido, uma vez que tanto um de papel quanto um de tijolo podem obter resultados melhores. No fim das contas, estudar as opções e, até mesmo, investir nas duas possibilidades, a depender dos seus objetivos, pode ser muito bom para você.

Use o nosso simulador de fundo imobiliário para calcular a rentabilidade, o dividend yield e o lucro acumulado.

O que são FIIs de desenvolvimento?


Trata-se de fundos com estratégia em obter lucro com a venda futura das propriedades. Assim, o gestor costuma investir o patrimônio antes ou durante a construção dos imóveis.

Entre na nossa sala de investimentos e confira conteúdos relacionados a finanças pessoais.


Quais são os principais setores dos FIIs de tijolo?


  • Agências bancárias

  • Lajes corporativas

  • Galpões logísticos

  • Centros de distribuição

  • Hotéis e hospitais

  • Shoppings centers

  • Escolas e universidades

  • Imóveis rurais

  • Varejo, lojas e supermercados

  • Galpões e imóveis industriais


Maiores FIIs de tijolo em patrimônio


Fundo Imobiliário (FII) Código Patrimônio
Líquido**
Kinea Renda Imobiliária KNRI11 R$ 3,86 bilhões
CSHG Logística HGLG11 R$ 3,44 bilhões
XP LOG XPLG11 R$ 3,08 bilhões
BTG Pactual Corporate Office Fund BRCR11 R$ 2,70 bilhões
JS Real Estate Multigestão JSRE11 R$ 2,36 bilhões
Hedge Brasil Shopping HGBS11 R$ 2,16 bilhões
Vinci Shopping Centers VISC11 R$ 2,03 bilhões
CSHG Real Estate HGRE11 R$ 1,92 bilhão
XP Malls XPML11 R$ 1,85 bilhão
Bresco Logística BRCO11 R$ 1,76 bilhão
Vinci Logística VILG11 R$ 1,70 bilhão


Como analisar fundos de tijolos?


Você deve avaliar a governança do fundo, observando os resultados, os gastos, o histórico de rendimento e a estratégia usada para o crescimento. Paralelamente, deve verificar não só a reputação do FII, mas também da gestão.

Em sequência, é importante analisar a política de investimento e o regulamento a fim de descobrir as regras e como o funcionamento do fundo se dá.

É importante estar atento à diversificação da carteira de investimentos e a qualidade dos imóveis, observando a localização deles.

Analisar o tamanho do patrimônio do fundo e como ele foi construído é essencial, mas é igualmente importante verificar o histórico de dividendos e o valor do dividend yield.

É necessário considerar a liquidez do FII, uma vez que problemas no resgate do dinheiro acontecem porque há uma baixa liquidez e uma alta urgência em retirar a quantia./p>

Uma boa ferramenta, de modo geral, é o cálculo P/VP, em que o preço da cota é dividido pelo valor patrimonial.

Os especialistas indicam analisar a vacância física e financeira do FII, ou seja, se há uma desocupação insistente dos imóveis.

Suas informações estão seguras com a Somas.


Como investir em fundos imobiliários de tijolo?


O primeiro passo é abrir uma conta em uma corretora de valores que possua credibilidade e amplo portfólio de produtos financeiros.

Depois, vai precisar buscar o FII escolhido e, para isso, será necessário estudar a respeito do assunto e encontrar a melhor opção disponível.

O passo seguinte é enviar as ordens de compra para a companhia e acompanhar a evolução do ativo.

A Somas pode te ajudar a fazer isso através da assessoria de investimentos gratuita dela.


Conclusão


O fundo imobiliário de tijolo é um tipo de investimento que direciona o patrimônio do FII, principalmente, para imóveis físicos. É exatamente por esse motivo que recebeu o nome que tem.

As vantagens são: menor volatilidade, distribuição de dividendos, acesso a grandes empreendimentos, facilidade de escolher e acompanhar, diversificação da carteira e capacidade de lucrar com a valorização de imóveis.

Os maiores fundos imobiliários de tijolo em patrimônio são: Kinea Renda Imobiliária, CSHG Logística, XP LOG, BTG Pactual Corporate Office Fund, JS Real Estate Multigestão, CSHG Renda Urbana, Hedge Brasil Shopping, Vinci Shopping Centers, CSHG Real Estate, XP Malls, Bresco Logística, Vinci Logística.

Para investir, basta se cadastrar em alguma corretora de valores, escolher o ativo e enviar as ordens de compra.

Continue acompanhando a Somas e não deixe de usar a nossa calculadora de juros compostos.

Monte seu plano para aposentadoria.

Encontre um assessor de investimentos da XP para ajudar com suas finanças através da Somas.

Suas informações estão seguras com a Somas.


Veja mais sobre investimentos:

Diariamente novos artigos especialmente produzidos por nossa equipe para que você possa tomar decisões financeiras mais inteligentes

14 de novembro, 2022
Blindagem Patrimonial: o que é e como fazer? (2022)

Blindagem patrimonial é um procedimento para a proteção do patrimônio de pessoas físicas a partir do poder jurídico.

14 de novembro, 2022
Renda Passiva: o que é e como conseguir? (2022)

A renda passiva é o valor adquirido por meio de investimentos em produtos financeiros. Veja como obter e complementar sua renda.

14 de novembro, 2022
WACC: o que é, para que serve e como realizar esse cálculo? (2022)

O custo médio ponderado de capital é um instrumento importante para detentores de títulos de empresa. Veja mais sobre o assunto.

14 de novembro, 2022
Fundo Fiduciário: o que é e como funciona? (2022)

Fundo fiduciário é um contrato feito para a transferêcia de patrimônio de famílias ou empresas. Veja mais sobre o assunto nesse artigo.

14 de novembro, 2022
Deflação: o que é e como ela impacta os seus investimentos? (2022)

Deflação é o oposto de inflação. Saiba as vantagens e desvantagens de investir no cenário de queda de preços.

14 de novembro, 2022
Fundo Previdenciário: o que é e vale a pena? (2022)

Fundo previdenciário é um plano de previdência privada administrado por empresas do setor financeiro. Veja mais sobre o assunto.

10 de novembro, 2022
Índice futuro: o que é e qual sua importância? (2022)

O índice futuro é um contrato de derivativo operado por especuladores no mercado futuro.

10 de novembro, 2022
Joint Venture: o que é e como funciona? (2022)

Joint Venture é o acordo legal firmado entre duas empresas para conquistar um objetivo específico.

10 de novembro, 2022
Modelagem Financeira: entenda o que é e sua importância (2022)

A modelagem financeira é um sistema que projeta a capacidade de uma empresa de gerar caixa no futuro.

10 de novembro, 2022
Balanço Patrimonial: o que é e como analisar uma empresa através? (2022)

Balanço patrimonial é uma demonstração financeira que apresenta a saúde financeira de uma companhia.

10 de novembro, 2022
Payroll: o que é qual sua importância no mercado? (2022)

Payroll é o principal indicador de empregos da economia dos Estados Unidos. Veja mais sobre e os impactos no mercado.

10 de novembro, 2022
Trade Off: o que é? (2022)

Trade off é escolher algo em detrimento de outra opção. Veja exemplos práticos e entenda mais sobre.

10 de novembro, 2022
Valor Patrimonial: o que é? (2022)

O valor patrimonial é um indicador resultante da divisão do patrimônio líquido da empresa pelo número de ações.

10 de novembro, 2022
Value Investing: o que é e como utilizar? (2022)

O value investing é uma forma de avaliar ações listadas na Bolsa de Valores. Veja mais sobre como utlizar essas técnicas.

10 de novembro, 2022
Wealth Management: o que é e como funciona? (2022)

Wealth Management é uma gestão de patrimônio com diferentes serviços relacionados a finanças para pessoas com elevado poder aquisitivo.

Acesse nosso Blog

Acesse nosso conteúdo e saiba mais sobre finanças pessoais, economia e assuntos diversos.

Toda semana artigos novos especialmente produzidos por nossa equipe para que você possa tomar decisões financeiras mais inteligentes

Acesse nossos simuladores e conteúdos para melhorar o seu planejamento financeiro

Nosso próposito é ajudar nossos usuários a tomarem decisões financeiras mais inteligentes.