Veja mais em nosso Blog

Balanço Patrimonial: o que é e como analisar uma empresa através? (2022)

Balanço patrimonial é uma demonstração financeira que apresenta a saúde financeira de uma companhia.

Logo Somas
Equipe Somas - Lorraine Moreira
10 de novembro, 2022

COMPARTILHE:

Balanço Patrimonial: o que é e como analisar uma empresa através? (2022)Balanço Patrimonial: o que é e como analisar uma empresa através? (2022)

”Como saber se uma empresa vale a pena?” é uma dúvida que com toda certeza já surgiu em seus pensamentos. Confira uma das maneiras de saber a resposta a partir deste texto.


O que é?


Balanço patrimonial é um instrumento da contabilidade para avaliar o estado patrimonial e financeiro de uma empresa, geralmente nos últimos 12 meses.

O relatório é visto como a demonstração financeira mais importante de uma companhia, sendo capaz de influenciar uma pessoa a investir ou não no negócio conforme o estudo do caso.

A lei exige que as organizações preparem o balanço patrimonial, dado que ele apresenta a evolução contábil do patrimônio. A divulgação, geralmente, acontece anualmente.

Entre na nossa sala de investimentos para saber mais sobre finanças pessoais.


Como funciona?


O relatório é composto por três itens essenciais: o ativo, o passivo e o patrimônio líquido da empresa.

Enquanto em uma parte estão os bens e direitos que estimulam o caixa, na outra aparecem as obrigações e o patrimônio da sociedade.

Para a contabilidade, é preciso existir uma igualdade entre o ativo e a soma do passivo com o patrimônio líquido, ou seja: Ativo = Passivo + Patrimônio líquido.

O balanço patrimonial é organizado em ordem decrescente de liquidez, então aparecem primeiro as contas com prazo mais próximo para o resgate ou pagamento. O que tiver um prazo maior fica no fundo da demonstração.


Para que serve?


  • Apresenta a posição patrimonial da empresa, trazendo os bens, direitos e obrigações

  • Demonstra as fontes de recursos e despesas

  • Aponta as fraquezas operacionais e financeiras da companhia

  • Mostra o desempenho do negócio, a partir da evolução histórica dele

  • Avalia o valor da empresa por meio dos ativos ou do patrimônio líquido

  • É útil para o planejamento fiscal e tributário

  • Possibilita que o pagamento dos dividendos seja feito

  • Tem importância para os investidores, pois eles descobrem a situação da companhia e decidem se vão investir ou não


Vantagens


A demonstração financeira permite descobrir a situação financeira de um negócio e, consequentemente, a qualidade dos ativos da companhias e o impacto dos passivos sob a empresa.

O que, à primeira vista, pode parecer não tão relevante assim, na verdade é extremamente significativo pois pode atrair ou afastar investidores. Por diagnosticar o estado da empresa, serve para tomar novas decisões.

Cadastre-se na assessoria de investimentos da Somas e receba ajuda na hora de fazer investimentos.


Desvantagens


O balanço patrimonial é um registro da situação, mas não apresenta a performance completa e a capacidade de geração de caixa da companhia.

Os gestores também conseguem manipular as informações para que determinadas interpretações sejam feitas a partir dos resultados. Um exemplo disso é quando eles injetam capital para que os credores acreditem que há menos chance de inadimplência.

Suas informações estão seguras com a Somas.


Ativo circulante


Trata-se dos recursos que uma companhia pode obter em um pequeno espaço de tempo. Aqui, as contas são: caixa e equivalentes de caixa; aplicações financeiras; contas a receber; estoques; despesas antecipadas; tributos a recuperar.

  • Caixa e equivalentes de caixa: são os recursos disponíveis de forma mais imediata, ou seja, o que está no caixa e aplicações financeiras com alta liquidez - o prazo de resgate deve ser de no máximo 90 dias e o risco de mercado precisa ser ínfimo.

  • Produtos financeiros: os investimentos em títulos públicos, CDBs ou outras aplicações com vencimento de resgate de 90 a 365 dias ficam nessa categoria.

  • Contas a receber: é o valor que os clientes devem pagar a uma empresa por um serviço realizado ou um produto vendido.

  • Estoques: os produtos armazenados pelo negócio também são considerados, uma vez que eles possuem valor e a intenção é que sejam vendidos no futuro.

  • Despesas antecipadas: são os gastos que ainda não foram transformados em benefícios, como aluguéis pagos antecipadamente.

  • Tributos a recuperar: a tributação entregue na compra de produtos e insumos que, posteriormente, no recolhimento de impostos, é descontada.


Ativo não circulante


  • Realizável a longo prazo: é a parcela não-circulante dos ativos citados, além de produtos financeiros de longo prazo.

  • Investimentos: aplicações financeiras ou participações societárias com busca de lucro no longo prazo.

  • Imobilizado: são os bens necessários para a manutenção das atividades da empresa, como imóveis (prédios, fábricas, terrenos); máquinas; veículos (carros, caminhões); móveis; utensílios; computadores.

  • Intangível: apesar de gerar recursos, não são físicos, como contratos, patentes etc.


Passivos


  • Circulante: são as obrigações e dívidas da organização com prazo inferior a 12 meses, como pagamento de fornecedores, trabalhadores, imposto, financiamentos etc.

  • Não circulante: são as obrigações e dívidas que vencem depois de um ano, ou seja, nesse caso, há mais tempo para pagamento. Exemplos são: empréstimos, debêntures e outros.


Patrimônio líquido


O patrimônio líquido apresenta o que foi investido pelos sócios e as reservas de capital realizadas.

Aqui, também aparece se houve lucro ou prejuízo no período estudado, ou seja, os resultados líquidos


Conclusão


O balanço patrimonial é uma ferramenta contábil que apresenta o estado patrimonial e financeiro de uma companhia. Toda empresa deve fazê-lo, sob exigência de lei.

Ele é composto por três frentes: ativos, passivos e patrimônio líquido da empresa.

O relatório apresenta a posição patrimonial da empresa, trazendo os bens, direitos e obrigações; demonstra as fontes de recursos e despesas; aponta as fraquezas operacionais e financeiras da companhia; mostra o desempenho do negócio, a partir da evolução histórica dele; avalia o valor da empresa por meio dos ativos ou do patrimônio líquido; é útil para o planejamento fiscal e tributário; possibilita que o pagamento dos dividendos seja feito.

Continue acompanhando a Somas e não deixe de ler ”Antecipação de recebíveis: o que é e como funciona?”.

Monte seu plano para aposentadoria.

Encontre um assessor de investimentos da XP para ajudar com suas finanças através da Somas.

Suas informações estão seguras com a Somas.


Veja mais sobre investimentos:

Diariamente novos artigos especialmente produzidos por nossa equipe para que você possa tomar decisões financeiras mais inteligentes

14 de novembro, 2022
Blindagem Patrimonial: o que é e como fazer? (2022)

Blindagem patrimonial é um procedimento para a proteção do patrimônio de pessoas físicas a partir do poder jurídico.

14 de novembro, 2022
Renda Passiva: o que é e como conseguir? (2022)

A renda passiva é o valor adquirido por meio de investimentos em produtos financeiros. Veja como obter e complementar sua renda.

14 de novembro, 2022
WACC: o que é, para que serve e como realizar esse cálculo? (2022)

O custo médio ponderado de capital é um instrumento importante para detentores de títulos de empresa. Veja mais sobre o assunto.

14 de novembro, 2022
Fundo Fiduciário: o que é e como funciona? (2022)

Fundo fiduciário é um contrato feito para a transferêcia de patrimônio de famílias ou empresas. Veja mais sobre o assunto nesse artigo.

14 de novembro, 2022
Deflação: o que é e como ela impacta os seus investimentos? (2022)

Deflação é o oposto de inflação. Saiba as vantagens e desvantagens de investir no cenário de queda de preços.

14 de novembro, 2022
Fundo Previdenciário: o que é e vale a pena? (2022)

Fundo previdenciário é um plano de previdência privada administrado por empresas do setor financeiro. Veja mais sobre o assunto.

10 de novembro, 2022
Índice futuro: o que é e qual sua importância? (2022)

O índice futuro é um contrato de derivativo operado por especuladores no mercado futuro.

10 de novembro, 2022
Joint Venture: o que é e como funciona? (2022)

Joint Venture é o acordo legal firmado entre duas empresas para conquistar um objetivo específico.

10 de novembro, 2022
Modelagem Financeira: entenda o que é e sua importância (2022)

A modelagem financeira é um sistema que projeta a capacidade de uma empresa de gerar caixa no futuro.

10 de novembro, 2022
Balanço Patrimonial: o que é e como analisar uma empresa através? (2022)

Balanço patrimonial é uma demonstração financeira que apresenta a saúde financeira de uma companhia.

10 de novembro, 2022
Payroll: o que é qual sua importância no mercado? (2022)

Payroll é o principal indicador de empregos da economia dos Estados Unidos. Veja mais sobre e os impactos no mercado.

10 de novembro, 2022
Trade Off: o que é? (2022)

Trade off é escolher algo em detrimento de outra opção. Veja exemplos práticos e entenda mais sobre.

10 de novembro, 2022
Valor Patrimonial: o que é? (2022)

O valor patrimonial é um indicador resultante da divisão do patrimônio líquido da empresa pelo número de ações.

10 de novembro, 2022
Value Investing: o que é e como utilizar? (2022)

O value investing é uma forma de avaliar ações listadas na Bolsa de Valores. Veja mais sobre como utlizar essas técnicas.

10 de novembro, 2022
Wealth Management: o que é e como funciona? (2022)

Wealth Management é uma gestão de patrimônio com diferentes serviços relacionados a finanças para pessoas com elevado poder aquisitivo.

Acesse nosso Blog

Acesse nosso conteúdo e saiba mais sobre finanças pessoais, economia e assuntos diversos.

Toda semana artigos novos especialmente produzidos por nossa equipe para que você possa tomar decisões financeiras mais inteligentes

Acesse nossos simuladores e conteúdos para melhorar o seu planejamento financeiro

Nosso próposito é ajudar nossos usuários a tomarem decisões financeiras mais inteligentes.