Veja mais em nosso Blog

Come-cotas refere-se a um imposto antecipado cobrado em classes de fundos de investimento. Veja mais!

Você sabe o que é o come cotas? Conheça mais sobre esse termo e como ele pode influenciar sua rentabilidade em fundos.

Logo Somas
Equipe Somas - Lorraine Moreira
*Atualizado em 08 de junho, 2022

COMPARTILHE:

O que é o come cotas e como ele impacta seus investimentos? [2022]O que é o come cotas e como ele impacta seus investimentos? [2022]

Imposto fiscal adianta a cobrança do IR para determinados fundos de investimentos. Saiba tudo sobre ele a partir deste artigo:


O que é?


O come-cotas é uma antecipação do pagamento do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) e acontece a cada 6 meses.

Foi criado em meio a recessão econômica de 2004 com o objetivo de adiantar o pagamento do tributo e, dessa forma, o governo ter recursos financeiros à disposição.

A Receita Federal retira automaticamente parte das cotas do investidor - a quantidade corresponde ao imposto devido. Por isso chama-se “come-cotas”.

Ele incide sobre a valorização da aplicação e não o patrimônio total. Mas o primeiro desconto leva em conta o aumento do preço desde a compra do ativo, sendo que os subsequentes só consideram a diferença do semestre.

É iniciante ou quer receber ajuda na hora de investir? Cadastre-se na assessoria de investimentos da Somas.


Alíquotas do come-cotas


Fundos de curto prazo (CP) possuem duração da aplicação de até 365 dias, enquanto os de longo prazo (LP) ultrapassam esse período. Além disso, cada um possui uma tabela no Imposto de Renda (IR), a qual define a porcentagem de acordo com o tempo que o dinheiro ficou aplicado:

  • Até 180 dias (CP): 22,5%

  • Entre 180 e 375 dias (CP): 20%

  • Até 180 dias (LP): 22,5%

  • De 180 a 360 dias (LP): 20%

  • Entre 361 e 720 dias (LP): 17,5%

  • Acima de 721 dias (LP): 15%

No come-cotas, a cobrança é de 20% sobre o rendimento semestral para fundos de investimento caracterizados como CP; 15% para fundos de LP.

Use nossa ferramenta de cálculo de impostos para fundos de investimento para saber a quantia que deve pagar.

Suas informações estão seguras com a Somas.


Quando acontece a dedução?


O primeiro pagamento ocorre no último dia útil de maio e o segundo é no último dia útil de novembro.

Nos casos em que a pessoa faz o resgate antes do recolhimento compulsório, a cobrança é feita da mesma forma.


O come-cotas incide sobre quais fundos?


A antecipação do IR é realizada em fundos de multimercado, crédito privado, câmbio, ouro e de renda fixa - do qual o DI faz parte.

Apenas fundos fechados, imobiliários, de previdência, alguns de ações e debêntures incentivadas são passíveis de dedução.


Como calcular o come cotas?


No caso dos ativos de curto prazo, você precisa dividir a valorização por 5 ou multiplicá-la por 0,2. Para os de longo prazo, você deve dividir o aumento por 6,66.

Veja um exemplo:

  • Fundo CP: R$100 X 0,20 = R$20

  • Fundo LP: R$100 / 6,66 = R$15


E a alíquota complementar do come-cotas?


A regra é de que os fundos de investimento sofram cobrança do IR de 15% a 22,5%. Quando a porcentagem não é atingida, o investidor paga o complemento.

Um exemplo é uma pessoa pagar 20% de come-cotas na única antecipação que passou. Ela vai ter um desconto de 2,5% do investimento a fim de cumprir a exigência.

Monte seu plano para aposentadoria.

Encontre um assessor de investimentos da XP para ajudar com suas finanças através da Somas.

Suas informações estão seguras com a Somas.


Ele altera o rendimento?


A resposta é que sim, uma vez que o come-cotas interfere na valorização semestralmente. Além disso, por se tratar de um custo envolvido na operação, há um impacto no retorno financeiro que o indivíduo vai ter.

Quando há come-cotas, os juros incidem sobre um patrimônio menor, o que também gera consequências negativas para o rendimento.

Descubra o retorno sobre investimento a partir da ferramenta desenvolvida pela Somas.


Como saber se um fundo paga come-cotas?


O regulamento apresenta essa e outras informações, como o objetivo, regras e custos. A leitura dele é importante para que você saiba se é uma opção adequada para o seu perfil e compreenda tudo que a envolve.

A lâmina do fundo resume as informações e pode ser o passo inicial para quem não quer ler um documento extenso diretamente.

Quando houver dúvida, questione a corretora ou a instituição financeira.


A reforma tributária vai mudar o come-cotas?


Apesar da reforma manter a cobrança de 15% ou 20%, ela busca tornar o desconto anual. Ou seja, ocorreria apenas uma vez - em novembro. Essa mudança permite que o investimento renda mais, dado que a interferência demora mais para acontecer.


Perguntas frequentes



Quais fundos não possuem come-cotas?

São passíveis de dedução os fundos fechados, imobiliários, de previdência e alguns de ações. O IRRF é cobrado no resgate do investimento.


Há isenção de come-cotas em algum caso?

Não há, por isso todas as cotas são suscetíveis a tributação.


Devo colocar o come-cotas na declaração do IR?

Pessoas jurídicas podem se beneficiar por informar o desconto na declaração, já que os recolhimentos são compensados.

O desconto não é abatido para restituição no caso das pessoas físicas.


Conclusão


O come-cotas é a cobrança antecipada do Imposto de Renda que acontece a cada 6 meses. Ele incide sobre os fundos de multimercado, crédito privado, câmbio, ouro e de renda fixa - do qual o DI faz parte.

Para saber quanto deve pagar no caso dos fundos de curto prazo, basta multiplicar a valorização por 0,2 ou dividir por 5. Para descobrir a cobrança do fundo de longo prazo, a pessoa deve dividir o aumento por 6,66.

Quando a alíquota não chega ao valor impresso na tabela de IR, o pagamento do restante deve ser feito. Por exemplo: o come-cotas cobrou 20% de um fundo e falta 2,5% para chegar à porcentagem estabelecida, o investidor deve cobrir essa quantia que falta.

Lembre-se de conferir o regulamento e a lâmina do ativo para encontrar as principais informações do produto financeiro.

Vale pontuar que o come-cotas é prejudicial para seus investimentos, uma vez que mexe duas vezes nele. Com a reforma tributária, pretende-se diminuir para um único momento a fim de possibilitar que o rendimento seja maior.


Veja mais sobre investimentos:

Diariamente novos artigos especialmente produzidos por nossa equipe para que você possa tomar decisões financeiras mais inteligentes

14 de novembro, 2022
Blindagem Patrimonial: o que é e como fazer? (2022)

Blindagem patrimonial é um procedimento para a proteção do patrimônio de pessoas físicas a partir do poder jurídico.

14 de novembro, 2022
Renda Passiva: o que é e como conseguir? (2022)

A renda passiva é o valor adquirido por meio de investimentos em produtos financeiros. Veja como obter e complementar sua renda.

14 de novembro, 2022
WACC: o que é, para que serve e como realizar esse cálculo? (2022)

O custo médio ponderado de capital é um instrumento importante para detentores de títulos de empresa. Veja mais sobre o assunto.

14 de novembro, 2022
Fundo Fiduciário: o que é e como funciona? (2022)

Fundo fiduciário é um contrato feito para a transferêcia de patrimônio de famílias ou empresas. Veja mais sobre o assunto nesse artigo.

14 de novembro, 2022
Deflação: o que é e como ela impacta os seus investimentos? (2022)

Deflação é o oposto de inflação. Saiba as vantagens e desvantagens de investir no cenário de queda de preços.

14 de novembro, 2022
Fundo Previdenciário: o que é e vale a pena? (2022)

Fundo previdenciário é um plano de previdência privada administrado por empresas do setor financeiro. Veja mais sobre o assunto.

10 de novembro, 2022
Índice futuro: o que é e qual sua importância? (2022)

O índice futuro é um contrato de derivativo operado por especuladores no mercado futuro.

10 de novembro, 2022
Joint Venture: o que é e como funciona? (2022)

Joint Venture é o acordo legal firmado entre duas empresas para conquistar um objetivo específico.

10 de novembro, 2022
Modelagem Financeira: entenda o que é e sua importância (2022)

A modelagem financeira é um sistema que projeta a capacidade de uma empresa de gerar caixa no futuro.

10 de novembro, 2022
Balanço Patrimonial: o que é e como analisar uma empresa através? (2022)

Balanço patrimonial é uma demonstração financeira que apresenta a saúde financeira de uma companhia.

10 de novembro, 2022
Payroll: o que é qual sua importância no mercado? (2022)

Payroll é o principal indicador de empregos da economia dos Estados Unidos. Veja mais sobre e os impactos no mercado.

10 de novembro, 2022
Trade Off: o que é? (2022)

Trade off é escolher algo em detrimento de outra opção. Veja exemplos práticos e entenda mais sobre.

10 de novembro, 2022
Valor Patrimonial: o que é? (2022)

O valor patrimonial é um indicador resultante da divisão do patrimônio líquido da empresa pelo número de ações.

10 de novembro, 2022
Value Investing: o que é e como utilizar? (2022)

O value investing é uma forma de avaliar ações listadas na Bolsa de Valores. Veja mais sobre como utlizar essas técnicas.

10 de novembro, 2022
Wealth Management: o que é e como funciona? (2022)

Wealth Management é uma gestão de patrimônio com diferentes serviços relacionados a finanças para pessoas com elevado poder aquisitivo.

Acesse nosso Blog

Acesse nosso conteúdo e saiba mais sobre finanças pessoais, economia e assuntos diversos.

Toda semana artigos novos especialmente produzidos por nossa equipe para que você possa tomar decisões financeiras mais inteligentes

Acesse nossos simuladores e conteúdos para melhorar o seu planejamento financeiro

Nosso próposito é ajudar nossos usuários a tomarem decisões financeiras mais inteligentes.